| Porta dos Fundos - Maquininha

- - 10/10/15

Você sente a gota de suor escorrendo pela sua testa... a boca, seca, mal consegue disfarçar sua tensão. Ao seu lado, uma presença opressora parece observar todas suas ações. Você consegue sentir todos os olhos voltados para você... sua nuca parece queimar com o olhar incessante dele... suas mãos, trêmulas, mal aguentam o peso da máquina e o digitar da senha. Não basta não entregar sua senha do cartão para os outros, tem que se estar vigilante para aqueles tentado capturá-la com um canto de olho. Todo cuidado é pouco.