| Aprendi com meu cachorro

- - 31/08/15


Algumas das incontáveis lições que aprendi com meus cachorros:

- não importa se você é rico ou pobre. Gay ou hetero. Preto ou branco. Não importa! O seu cachorro te ama incondicionalmente. Menos se você trabalhar nos correios, aí tu tá fodido.

- eu adoro quando o cachorro limpa a bunda, sabe? Aliás, eu parei de usar papel higiênico, agora só sento a bunda, esfrego o cu no chão e já era. Limpinho.

- o seu cachorro sempre será seu melhor amigo. Até porque ele não entende as merdas que você fala e não sabe que você é um bosta fracassado.

- Pinscher não é uma raça de cachorro, Pinscher é uma miniatura de demônio sanguinário enviado do inferno para estragar o mundo e arrancar sua canela.

- Dizem que pitbull é um animal traiçoeiro. Mano, traiçoeiro é a porra do dono que treina ele pra ser um assassino, corta as orelhas, incentiva o ódio e cria o bichinho em cativeiro só com carne crua, anabolizante e whey protein.

- o cachorro lambe as próprias bolas. A gente fica olhando aquilo e morre de inveja.

- cachorros nem sentem vontade de mijar, eles participam de uma competição imaginária em que quem "mijelar" a casa toda de urina é o macho xixizeiro mito dominante.

- quando uma cadela tá no cio, SEGURA PORQUE É PIOR QUE PANICAT EM BAILE FUNK!!! Não tem coleira que não arrebente, portão que não tenha vão e muralha que seja alta o suficiente!

- algumas pessoas falam com a voz fininha com o cachorro. Porra! Ele é um animal, não um teletubbie bebê com retardo mental.

- as visitas adoram quando o cachorro estupra violentamente suas pernas e fica pendurado zig zaguenado a rola na galera. Mano, como esconder a cara de bunda murcha ao implorar pra ele desgrudar da canela?

- os cãezinhos, depois de fazer amorzinho, ficam grudadinhos. Um exemplo de romantismo.